29 de set de 2012

PitStop

E então... Chegamos na última semana! Uffa.

Saímos de casa no dia 3 de Julho, e de lá pra cá muitas emoções marcaram a nossa vida.
Desde o começo eu sabia que Deus estava nos levando a viver um tempo único de renovo e preparo. Lembro-me que na primeira aula da EPOL eu estava na sala e enquanto não chegava a minha vez eu pensava comigo o que falar para me apresentar à turma (de 64 pessoas) e expressar em poucas palavras quais eram minhas expectativas para os próximos 3 meses.
Sou perita em primeiro dia de aula, já que estudei em 10 (eu disse dez) escolas diferentes ao longo da minha vida.
Quando chegou minha vez eu me levantei, disse todos os meus cinco (eu disse 5) nomes, falei de onde eu era e de onde eu estava vindo e então disse que o tempo de EPOL seria para mim como um PitStop.
Nunca vou esquecer a piadinha que o Jim Stier (pra quem não conhece é o fundador da Jocum no Brasil) fez: "Você acha que a EPOL vai ser algo como férias?", nessa hora todos riram e eu respondi: "Não! Creio que um PitStop mesmo!"

E agora, prestes a terminar o curso e depois de ter aprendido muito (mas muito mesmo) posso dizer com toda a certeza que a EPOL foi exatamente isso: UM PITSTOP!

Dá uma olhadinha no que a Wikipedia diz sobre PitStop: No automobilismo, um pit stop é quando um veículo de corrida pára nos boxes durante a corrida para reabastecimento, troca ou reparo nos pneus, reparos ou ajustes mecânicos, orientações ao motorista, ou qualquer combinação dos anteriores.


Foi exatamente isso que vivemos aqui, aquele momento crucial onde paramos para receber o cuidado devido que fará com que ganhemos força e potência para concluir e vencer a corrida.
Deus tem sido bom pra nós e agora estamos empolgados em voltar para Beagá e retomar nossas atividades com muito mais preparo e força. Sinto que esse tempo nos trouxe além de ótimas ferramentas, amadurecimento, visão e renovo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...